Buscar

A POLUIÇÃO E AS SUAS CAUSAS

SEJAMOS CUIDADORES DO AMBIENTE!...


Alanis Obomsawin (88 anos) é uma cineasta, cantora, artista e ativista canadense americana de Abenaki, conhecida principalmente pelos seus documentários.



A palavra poluição desperta, de imediato, em todos nós, uma reação negativa. Do latim “polluere” (corromper, estragar, molhar sujando), poluição remete-nos sempre para “contaminação”…

Todos os dias somos confrontados com notícias perturbadoras de verdadeiros atentados à conservação da natureza e à saúde pública, em geral. A introdução de substâncias prejudiciais, de forma acidental ou intencional, no meio ambiente pode ter repercussões terríveis no equilíbrio do ecossistema.


https://www.youtube.com/watch?v=_6zIGYK7GME



Consideremos alguns exemplos (entre tantos!) de elementos causadores de poluição, em diversos cenários (ar, água, temperatura, solo, visão, audição, radioatividade…):



Poluição do ar - é o resultado do lançamento de grandes quantidades de gases ou de partículas líquidas ou sólidas na atmosfera. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que a maior parte das populações urbanas do mundo sofre uma exposição média de poluentes no ar bastante superior ao que é considerado aceitável. Uma peculiaridade da poluição atmosférica é que pode ameaçar o ambiente à escala global.

Entre as causas da poluição do ar estão: a atividade industrial, os veículos e a incineração de lixo, em suma, tudo o que liberta, em excesso, ácido nítrico, dióxido de carbono e monóxido de carbono, dióxido de enxofre e dióxido de nitrogênio, entre outros; bem como os vulcões, a desarborização, as queimadas…



Poluição da água - é a contaminação dos recursos hídricos, através da libertação de compostos físicos, químicos e biológicos prejudiciais aos seres vivos. Destrói os recursos alimentares, ocasiona a morte de animais aquáticos e contamina a água potável.

A poluição da água é causada, sobretudo, pelo lançamento de esgotos em ambientes aquáticos, pelo despejo de lixo diretamente no mar, rios ou lagos, pelo vazamento de petróleo decorrente de acidentes marítimos, pela poluição dos lençóis freáticos (reservas de água subterrânea proveniente da chuva que se infiltra através dos poros e fissuras presentes no solo) com os pesticidas que são levados pela chuva…



Poluição térmica - é um tipo de poluição menos conhecida. Resulta da alteração da temperatura do ar e da água utilizada sobretudo pelas centrais hidroelétricas, termoelétricas e nucleares, bem como refinarias e indústrias várias.

Esta variante de poluição advém do aquecimento das águas que provoca a redução da concentração de oxigénio disponível para os organismos aquáticos e para as espécies que não resistem a mudanças de temperatura. A poluição térmica é causada também pelo aquecimento global (e, por consequência, pelo efeito estufa) e pode acarretar a perda de grande parte da fauna marinha e lacustre (terrenos depositados no fundo das águas doces).



Poluição do solo - corresponde a qualquer mudança na natureza dos terrenos, causada pelo contato com produtos químicos, resíduos sólidos e líquidos. Essa situação torna o solo improdutível e ocasiona a morte dos seres vivos que dele dependem.

São causas da poluição do solo: a libertação de poluentes, tais como: solventes, detergentes, lâmpadas fluorescentes, componentes eletrónicos, tintas, gasolina, diesel, óleos, chumbo, despejo de lixo doméstico, resíduos de atividades industriais e esgotos lançados diretamente.



Poluição visual - é caracterizada pela presença de materiais de comunicação em excesso, como propagandas, cartazes, banners, outdoors, além de lixo espalhado em locais não adequados. A poluição visual é bastante comum nas grandes cidades e pode causar desconforto visual, cansaço, irritação e até mesmo alguns transtornos psicológicos, já que encobre e reduz as áreas verdes, além de quebrar a harmonia visual nos grandes centros urbanos. Pode até mesmo causar acidentes de trânsito, ao distrair os motoristas ou esconder sinalizações.

Entre as causas da poluição visual estão a cultura de estímulo ao consumismo e o excesso de campanhas publicitárias nos centros urbanos. Além disso, inclui a degradação urbana, fruto das pichagens, excesso de fios de eletricidade e acúmulo de resíduos.



Poluição sonora – está relacionada com o excesso de ruídos que afeta a saúde física e mental da população.

É causada pelo barulho excessivo de indústrias, meios de transportes, obras, aparelhos de som, entre outras atividades. Para alguns ambientalistas, é considerada a forma de poluição mais prejudicial à saúde humana. Isso porque causa problemas auditivos, dor de cabeça, insónia, agitação e dificuldade de concentração.



Poluição radioativa ou nuclear - é aquela que surge através da radiação gerada pelas centrais nucleares. É diagnosticada como a poluição mais perigosa, pelas consequências que pode gerar: infeções, hemorragia, cancros, perturbações mentais, distúrbios respiratórios e circulatórios e deformidades crónicas.





Artigo escrito por Cidalina Carvalheiro


Fontes:

https://www.publico.pt/2019/03/19/ciencia/noticia/poluicao-ar-portugal-mata-dobro-pensava-1865800

https://ajudaemacao.org/blog/sustentabilidade/conheca-os-varios-tipos-de-poluicao-ambiental/

https://www.biologianet.com/ecologia/poluicao.htm

https://www.preparaenem.com/geografia/poluicao.htm

https://www.ecycle.com.br/2960-poluicao.html

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo